Cuiabá (MT), 17 de dezembro de 2017 - 01:06

? ºC Cuiabá - MT

Contato DestaqueVip (65) 9.9600-2060

Entrelinhas

04/10/2017 13:11

Mulher de traficante morto assume o comando e é presa em condomínio de luxo em Cuiabá

A Policia Civil prendeu na manhã desta quarta-feira (4), durante a deflagração da Operação Campo Minado, a traficante Yulle Carla, acusada de comandar um esquema de tráfico de drogas e abastecer bocas de fumo nos bairros Pedregal, Renascer e Jardim Leblon, em Cuiabá. Além dela, outras 41 pessoas foram presas durante a Operação “Campo Minado”, desencadeada em conjunto entre as delegacias de Especializadas de Roubos e Furtos (Derf), com setor de inteligência da Repressão a Entorpecentes (DRE). 

Yulle era esposa do traficante, Enatel dos Santos Albernaz, 37, conhecido por “Maninho”, morto em 22 de novembro de 2015 no Pedregal e foi detida em sua residência no condomínio de alto padrão Alphaville, na capital.

De acordo com o delegado Frederico Murta, a investigação, que teve o apoio do núcleo de inteligência e setor operacional da DRE, iniciou há seis meses, com uma série de denúncias informando que após o assassinato de “Maninho”, sua mulher passou a comandar do tráfico de drogas na região. “Constatamos não somente o envolvimento da ex-esposa de ‘Maninho’ com o tráfico, mas a existência de uma grande cadeia de traficantes associados para distribuição de entorpecentes”, disse Murta.

O delgado aponta ainda que diversos bens, como veículos de luxo foram apreendidos durante as investigações, sendo que a própria Yulle vivia em um mundo de ostentação. "Os bens ainda estão sendo catalogados e também estamos analisando lavagem de dinheiro".

Yulle foi identificada como a comandante de um grupo de traficantes e uma das vozes forte do grupo criminoso que distribuía drogas, especialmente maconha, que vinham da região de fronteira. A distribuição era feita principalmente na região dos bairros Pedregal, Renascer e Jardim Leblon.

Durante as investigações, Delegacia de Entorpecentes catalogou 50 bocas de fumo e apreenderam mais de 2,5 toneladas de drogas, que nem chegaram a vir para Mato Grosso. Um agente, lotado no Centro de Ressocialização do Complexo do Pomeri e que participava do esquema, foi preso com 1 quilo de maconha.

A Operação Campo Minado cumpriu 42 mandados de prisão preventiva e 70 buscas e apreensão e envolveu mais de 300 policiais civis.

Fonte:http://odocumento.com.br


2
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo